Camping com Glamour e natureza exuberante: Conheça o Glamping Tedesco Eco Park

A Tenda Master e a Mia
Viver a emoção de estar hospedado em tendas, rodeadas pela floresta, ouvindo os sons da natureza, podendo dormir e acordar com a magnífica paisagem de um lago sinuoso é a experiência que podemos vivenciar no Tedesco Eco Park, localizado em São Francisco de Paula, conhecido carinhosamente como São Chico, nos Campos de Cima da Serra –  Serra Gaúcha, Rio Grande do Sul, Brasil.
Um lugar único, que provoca uma ruptura com o mundo exterior, assim que chegamos no seu portão e adentramos na imensa floresta de pinus.

Quem mais gostaria de estar num lugar destes, hoje, neste momento, se assim pudesse?

Lugares especiais provocam esta emoção! O desejo de estar, de voltar!
São lugares que nos deslocam no tempo e no espaço e fazem com que percebamos a vida com toda sua intensidade.

A área

São mais de 100 hectares de experiências nos Campos de Cima da Serra, onde você pode escolher descansar, contemplar a magnífica natureza, fazer atividades, dormir ouvindo somente os sons da natureza, caminhar, namorar, viver! Como afirmam por lá: “Venha se conectar com a natureza de uma maneira como você nunca fez antes”.

Estivemos nesse paraíso num momento difícil para o mundo, no período de ‘desconfinamento’ da pandemia do Covid-19. Assim, mesmo estando em meio à natureza, num imenso lugar, com poucas pessoas, usamos máscara quando presenciávamos alguém. Mas este foi o primeiro lugar que visitamos após ficarmos quase 90 dias confinados em casa, pois nos deixou plenamente seguros.

O parque segue as recomendações dos órgãos de saúde e vigilância sanitária e se adequou às necessidades do período. Neste momento estão atendendo somente hospedagens nas Tendas Glamping (Luxo e Master). A opção de passar o dia no parque, com o Day Use, está temporariamente suspensa.

Muito Mais Que Um Parque, Uma Completa Imersão!

Nossa experiência

Chegamos no Parque numa chuvosa sexta-feira. Nossa reserva era o que recomenda o parque, no mínimo duas diárias no final de semana. Após fazer o check-in com o simpático Carlos, fomos recebidos pelo proprietário João Tedesco, que fez questão de nos explicar sobre os detalhes desta magnífica área e do diferenciado projeto.
Negociamos para almoçarmos na sexta-feira e não no domingo, pois deveríamos partir logo depois do café da manhã. Assim, logo fomos conduzidos para o restaurante, onde são servidas todas as refeições. O espaço é amplo, arejado e bem iluminado, permitindo que os hóspedes fiquem distantes uns dos outros.
As refeições são saborosas e diferenciadas. O casal Jussara e Airton são responsáveis pelos pratos. O café da manhã fica numa mesa, separada por um vidro, onde vemos pães, queijos, frios, geleias, nata, manteiga, bolos, biscoitos, omelete, pão de queijo, entre outras delícias, e cada um pede seu prato, que é montado pela equipe do hotel. Assim também funciona o café da tarde. Já o almoço e o jantar são empratados, geralmente uma entrada, prato principal e sobremesa, e servidos na mesa do cliente. Tudo com extremo cuidado e segurança.

 

As atividades

O Parque é amplo, com um enorme lago, cachoeira, muitos lugares para caminhar e conhecer. Além disso, algumas atividades podem ser usufruídas, com pagamento à parte: aluguel de bicicletas, stand Up Paddle, Caiaque, Passeios a cavalo, quadriciclo e passeios de barco.

Os valores vão de R$ 30,00 a R$ 100,00 por pessoa, dependendo a atividade. Mas é bom consultar o site, no período da viagem, pois podem acontecer variações. Somente o passeio de barco exige o mínimo de três (3) pessoas.

Vimos os equipamentos, todos em boas condições e sendo utilizados por outros hóspedes mais jovens, mas nós aproveitamos mesmo para caminhar, apesar da chuva que persistiu nos 3 dias, com alguns pequenos intervalos. Mas nem isso foi problema, colocamos um capuz ou chapéu na cabeça, pegamos o guarda-chuva que o lugar disponibiliza para uso (sempre há dois nas cabanas) e aproveitamos essa bela paisagem.

Uma deferência cabe ao capricho das áreas verdes, onde encontramos muitas pedras formando verdadeiras esculturas ao equilíbrio. Soubemos que era o “Belo” quem fazia esta arte. Conversamos com ele. Uma figuraça! Sente orgulho pelo que faz e já tem sua família trabalhando por lá também.

Aliás, família é uma marca por aqui. O proprietário da área, João Tedesco, conta com o apoio dos filhos João Vitor e Camila. Esperamos que possam dar sequência a este belo projeto, para que mais gerações possam usufruir uma área tão especial. A tônica não é mais a extração da madeira, e sim o aproveitamento da área.

 

Valores das atividades

Bicicleta – R$ 30,00

Caiaque – R$ 30,00

Stand Up Paddle – R$ 30,00

Passeio a Cavalo – R$ 40,00

Passeio de Quadriciclo – R$ 80,00

Passeio de Barco (mínimo três pessoas) – R$ 100 *atividade temporariamente suspensa

A colheita de Porcini

O que mais me deixou feliz neste imenso parque natural, com intervenções fantásticas do ser humano foi colher pela primeira vez um cogumelo ‘Porcini’. Sim, o verdadeiro Boletus Edulis!!!
Os europeus, ao venderem as mudas de pinus eliotis, não imaginaram que estavam enviando um preciosidade para o Brasil: as sementes do precioso cogumelo, que se reproduz com vigor por aqui.
Adorei a experiência guiada pelo proprietário do parque, o Sr. João Tedesco, que gentilmente nos presenteou com uma sacola dos deliciosos Porcini, que já foram higienizados, laminados e congelados para os futuros pratos. Mas já no dia, ao retornarmos para casa, fiz em duas versões: empanado e frito e, ainda, refogado com uma bela ‘pasta’!
Eles planejam fazer um evento, no outono, aproveitando a oferta abundante deste precioso cogumelo. Informe-se! Ah, e já disse que queremos voltar!

O Glamping

Um dos principais diferenciais é se hospedar numa tenda! Sim, o conceito de glamping, acampamento com glamour, tão famoso em outros países, aqui foi bem trabalhado. São um total de 11 tendas, sendo 5 master e 6 luxo. O diferencial da master é ter mais espaço, mas a luxo é bem aconchegante.  Diria que a master é especialmente adequada quando você pretende viajar com filhos.

A decoração dos espaços mistura a rusticidade da madeira e da lona, com a preciosidade de antigos móveis e belas luminárias. A cama é deliciosa e o que mais nos encantou foi a privacidade, pois podíamos ficar com as cortinas abertas e observar aquela paisagem exuberante, sem sermos vistos. Até a gatinha Mia, veja foto destaque, sabe das coisas e já veio pedindo para entrar e ficar neste aconchego.

As tendas possuem uma sacada, onde está uma pequena mesa. Estava frio, pouco aproveitamos, mas já sonho em voltar no verão e ficar sentada nesta varando, bebendo um vinho branco, enquanto observaremos o lago… Já estou sonhando com o Tedesco Eco Park, novamente! Imagino que a cada estação se pode viver uma distinta e valorosa experiência.

O banheiro lembra um camarim, com suas luzes ao redor do espelho, sobre a ampla bancada da pia, dividindo o box do chuveiro e o sanitário. Há um bom secador de cabelos e boas amenities.

A tenda conta com ar condicionado (quente e frio) e fica bem quentinha num dia frio, como os que passamos por lá. Além do que já falamos, adoramos encontrar duas lanternas, para as caminhadas noturnas.

Nós fomos recebidos com um carinho a mais, pois estávamos celebrando nosso aniversário de relacionamento, 11 anos de amor, e brindamos com o espumante e os doces que nos presentearam. Gratidão!

Ah, ainda há a opção de montar sua barraca numa área preparada para este fim. Consulte na reserva. Geralmente, casais com mais filhos jovens optam por esta opção.

Aliás, cabe dizer que o lugar é muito romântico, ideal para casais, que formam a maior parte do público. Mas também casais com crianças vêm procurando o lugar para ficar mais em contato com a natureza, em segurança.

 

Os valores da hospedagem variam de  acordo com os dias da semana (temporariamente suspenso de segunda a quinta-feira) e o tipo de tenda, iniciando em R$ 699,00 aos domingos e dias da semana e R$ 899,00 sexta-feira e sábado (promoção atual – tenda luxo). Se for na tenda master, os valores vão de R$ 899 a R$ 1.099. Já na barraca de camping (ver explicação acima) os valores vão de R$ 199 a R$ 257. As refeições estão inclusas, sendo café da manhã, almoço, café da tarde e jantar. Ou seja, cada tenda dá o direito de 8 refeições (4 por pessoa), sendo que se houver uma criança (de 6 a 11 anos), esta deverá pagar uma diferença de R$ 100,00 (hoje) pelas refeições. Até esta idade, não paga. O ideal é se informar com o estabelecimento, via WhatsApp (veja no final do post), pois os valores alteram de acordo com o período.

Para nós, estes dias foram mágicos. Vivemos romanticamente e parece que este final de semana valeu por uma semana ou mais. Todas as nossas viagens previstas para este ano foram suspensas e poder vivenciar este lugar, na região em que vivemos (fica a umas duas horas de Bento Gonçalves e Garibaldi), com total segurança, foi uma boa compensação. Já alimentou nossa alma e nos fez sentir mais unidos, ainda.

 

O Sr. João Tedesco gentilmente nos conduziu por estas paragens e nos falou de projetos futuros belíssimos que estão por ser lançados. Fiquem atentos!

Também nos contou sobre as gravações de uma série para a Rede Globo, que foi produzida aqui, no ano passado. Estamos curiosíssimos para ver! Parece que mistura algo de mágico com muito suspense. Ficamos arrepiados com o trailer. Veja aqui!

E se quiser saber mais sobre a produção, clique aqui!

 

Mas o parque tem tanta vida, tanta luz, tantas possibilidades, que vale a pena ficar mais dias e ‘se desligar’ do mundo. Ah, sim, não há bom sinal de telefonia e a internet é limitada para algumas áreas. Na nossa cabana ficamos sem sinal de telefonia ou internet, o que também foi bom para fazermos uma ‘descontaminação digital’!

Esta imagem acima é da área do restaurante, uma grande construção com arquitetura única. Como diz o Sr. João Tedesco, respeitamos a sinuosidade da natureza, onde tudo é curvo. Sim, a construção é redonda, ampla, arejada e iluminada e propicia muitas áreas de contemplação.

Já falamos que é possível andar a cavalo, mas nós preferimos só acarinhar eles e contemplar a paisagem, do alto da propriedade, onde ficamos estasiados e, mentalmente, vivenciei a paisagem ao som da música “The Long Road” de Mark Knopfler, que recomendo seja ouvida, enquanto percorrem esta postagem. Ocorre que é difícil falar tudo o que é este parque e, me parece, que a música ajuda a perceber melhor.

Como chegar

A localização do Tedesco Eco Park é estratégica. Num raio de cerca de 100 quilômetros, estão as regiões de Gramado, Caxias do Sul, o Litoral Norte Gaúcho e Porto Alegre. Há  70 quilômetros está Cambará do Sul e seus cânions poderosos.

O Tedesco Eco Park está na zona rural de São Francisco de Paula – RS, o acesso possui cerca de 23 quilômetros de estrada de chão, desde o centro da pequena cidade. Se vier pela Rota do Sol, o caminho é menor e melhor. Em qualquer sentido é tranquilo, mas é bom estar preparado, pois se o carro for muito baixo vai ter que andar devagar.

Desde Porto Alegre utilize as rodovias RS-239 e RS-020, sentido São Francisco de Paula. O trajeto dura em torno de 2h20min. Desde Gramado utilize a Rodovia RS-235, o que deve levar pouco mais de 1 hora de lindo caminho.

Clique aqui para ver o mapa e a localização.

 

Para mais informações sobre o Tedesco Eco Park:

Acesse http://www.tedescoecopark.com.br/

Ou contate via WhatsApp 54 997148080

Recomendo assistir este vídeo que mostra a área, além deste que mostra o espaço de convivência/restaurante e as cabas.

Estruturas para as crianças brincarem, também há!

O Sr. João Tedesco nos enviou o vídeo acima, para matarmos as saudades deste lugar mágico. Na verdade só atiçou a vontade de voltar. O saxofonista Gabriel Boelter faz a trilha sonora de apresentação. Lindo!

Aproveite São Chico

Já que estás por aqui, aproveite a pequena cidade (pouco mais de 25.000 habitantes) de São Francisco de Paula, conheça o Lago São Bernardo, tome um café ou faça uma refeição nas ótimas casas, visite a Biblioteca Miragem, conheça as ruas centrais. E, quem sabe, fique mais uns dias por aqui, pois há outras boas opções de hospedagem. Para saber mais, clique aqui!

Este não é comestível, mas é muito ‘instagramável’, hehe

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

As fotos são de Ivane Fávero.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

Comentários