Como Utilizar os Trens na Europa: 10 dicas!

Primeiramente, ressalto que vale a pena utilizar trens na Europa!

Faça isso, nem que seja para uma experiência, mesmo que seja mais caro que um voo low cost, mesmo que demore um pouco mais, vale a pena viajar de trem!

Em nossa Europe Trip (veja post aqui e conheça nossa história) utilizamos o trem para nos deslocarmos de Milão até Paris e, posteriormente, até Bordeaux. Em outras viagens já havíamos utilizado trens dentro da Itália. Sempre foram experiências formidáveis.

Só pelo fato de não ter que chegar com 2 horas de antecedência, nem ter que passar por raio X, alfândega e despacho de malas, nenhum destes incômodos estressantes, já compensa alguma demora a mais. Além disso, em geral, as estações férreas estão localizadas muito mais próximas dos centros das cidades destinos (economia de tempo e de $$) e, consequentemente, dos hotéis. Então, para viagens de até 4 horas nós super recomendamos o trem. E para algo até 6 horas, vale a pena avaliar.

 

Preparamos 10 dicas para você:

  1. Compre sua passagem férrea no Brasil e de preferência no site da companhia. Sim, há sites mais fáceis, em português, como o Rail Europe, mas acaba saindo mais caro. Nós preferimos comprar com antecedência (3 meses) daqui do Brasil no site da companhia férrea de cada país e obtivemos mais de 50% de desconto.   Utilizamos a Voyages-SNCF (França), e a Trenitalia (Itália).  Para se ter uma ideia, pagamos 44€ pelo trecho Milão-Paris, em primeira classe (se comprássemos nos sites coletivos, sairia mais que o dobro).
  2. Confira bem bem o dia – eu errei feio desta vez! Imagina que memorizei um dia e embarquei no trem no dia anterior?!?! Já contamos essa história aqui. Então fica a dica: confira bem seus bilhetes quanto à hora da emissão e do dia da viagem.
  3. É muito tranquilo embarcar, basta chegar meia hora antes da partida (os locais chegam  com só uns minutos de antecedência). Se tiver mala, é importante este prazo para encontrar um lugar para sua bagagem (ela fica dentro do trem, em algumas prateleiras localizadas próximas às portas).  Importante saber que você é quem sobe e desce com a mala, então, leve uma mala levinha. Também há limite, ainda que mais flexível: 2 malas grandes por passageiro adulto (mas vai ser difícil carregá-las, a gente já avisou 😉 );
  4. Há inspeção dos bilhetes na entrada e, geralmente, os lugares são marcados. Verifique o seu vagão e assento.
  5. Há conferência dos passaportes somente quando se ultrapassa a fronteira do  espaço Schengen. Assim, na União Europeia, com exceção da Irlanda e Reino Unido, em princípio, não é solicitado. Digo em princípio, pois ao atravessarmos a fronteira entre Itália e França, em tempos de terrorismo, tivemos nossos passaportes e bilhetes conferidos pela Polícia Francesa.
  6. Há serviço de bordo somente na primeira classe. Um cardápio é apresentado e você paga pelo que consome (média de valores: café da manhã, 8€; e almoço, 16€). Na segunda classe, deve-se ir até o bar para comprar. Geralmente o bar fica num dos vagões centrais do trem. É um bom pretexto para uma caminhada e para observar o que os passageiros comem. Ficamos surpresos ao observar que muitos levam sua ‘marmita’, com direito à bergamota e tudo mais.
  7. Respeite o seu assento marcado. Há embarque em várias estações, não adianta trocar de lugar;
  8. É muito confortável, espaçoso e seguro. Bom você saber disso. Dá uma olhada nas fotos abaixo;
  9. Conte com as ferromoças, ou as atendentes nos vagões dos trens, para tirar qualquer dúvida. Em geral, são muito cordiais;
  10. Não é necessário passar por alfandega, raio x, mas a polícia passa por cada vagão na travessia entre os países, e pede para ver passaportes e, em alguns casos, as bagagens. Vimos um passageiro ter que descer por ter sido levantados suspeitas com relação a ele (um egípcio). Ou seja, não leve nada proibido nas bagagens.

 

Espaço e conforto!
A foto não ficou boa, mas só para dar ideia. Esse é o café da manhã servido no trem.

 

Estação Férrea de Paris.
Espaço e conforto!
Frio só lá fora!

Além destas dicas, indicamos a leitura do blog do Ricardo Freire, o  Viaje na Viagem, ele fez um um post bem legal sobre Trens na Europa. Vale conferir!

 

IMPORTANTE:

A opinião aqui expressa é a nossa verdade! A autoria das fotos é de Ivane Fáverocom exceção das fotos com autoria mencionada.

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós estamos tendo.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

Comentários