Las Leñas e Valle Hermoso – Município de Malargüe – Província de Mendoza

Que tal conhecer a estação de esqui número um de América Latina? Sim! E mesmo no verão ela vale a pena! Em Las Lenãs é possível encontrar a combinação entre natureza, conforto, diversão, aventura e relaxamento.

Sua base está situada a 2.240 metros acima do nível do mar e seu cume a 3.430 metros. Fica a 80 km de Malargüe, a 200 km de San Rafael, a 342 km de Mendoza, 1.200 km de Buenos Aires, 800 km de Córdoba e 1.000 km de Rosário.

Las Leñas Resort e Valle Hermoso Ecolodge formam um grande complexo, pertencente a um grupo de investidores. O dia amanheceu lindo e gelado por aqui: – 2 °C. O nosso apartamento tinha amplos espaços, uma lareira enorme, que até impressiona, mas o detalhe que faz diferença mesmo é que tudo valoriza a vista da cordilheira!

As diárias incluem café da manhã e jantar. Provamos deliciosas empanadas, salada, batatas e cordeiro, acompanhados de um pinot noir e de sobremesa um pudim delicioso. Também é possível aproveitar piscina, hidromassagem e massagem. Eu, Ivane, também consegui fazer palestra direto do hotel, pois seguimos trabalhando (legítimos nômades digitais).

O empreendimento é amplo e completamente rodeado pela cordilheira! Funciona apenas nas “estações verão e inverno”. Na estação de verão, a mais movimentada, há 13 funcionários que moram aqui durante meses, direto. No inverno a equipe reduz pela metade, já que a estrada fica bloqueada pela neve e só chegam os esquiadores que procuram montanhas sem pistas limitada, a paisagem fica toda branca/nevada por até dois meses.

A @onlinetravel.com.ar é a agência que vende pacotes para o Las Leñas e Valle Hermoso.

Contatos

Seguindo nossa aventura, fomos ao Valle Hermoso Ecolodge subir a cordilheira! Faltam palavras diante de tanta beleza que vemos na subida e mesmo que dê um pouco de medo (o caminho é todo em estrada de chão e com pedras vulcânicas pontiagudas que podem danificar o carro) estamos muito felizes por estar aqui!

Amanheceu um lindo dia no alto da Cordilheira, e após o café, fomos até o Mirador do Valle Hermoso. Toda a estrada é bem sinuosa, de chão, com muitas pedras, mas a paisagem compensa sempre! Certamente um dos lugares mais lindos em que já estivemos!

Apesar da pouca distância entre Las Leñas e Valle Hermoso, saiba que a viagem demora, pois a estrada exige baixa velocidade e a paisagem te faz parar em alguns pontos.

Dia de caminhada, com a guia Andrea que, muito gentil, inicia nos dizendo que estamos a apenas 10 km do Chile em linha reta! Vamos testar os joelhos novamente subindo pelo caminho cheio de pedras e belezas. Encontramos um rebanho de chivos “cabras menores” que são transladadas em busca de alimentos. Logo depois avistamos uma dolina – depressão circular em forma de funil que ocorre na superfície de terrenos calcários e chegamos nos petróglifos (gravuras rupestres geometrizadas/representações simbólicas). São registros milenares de habitantes que aqui viveram, estima-se há 4 mil anos!

Na altitude de 2.850 metros, tivemos a experiência de dormir em um “domo” no Valle Hermoso, bem no meio da Cordilheira dos Andes!

O Valle Hermoso Eco Lodge possui restaurante, domos, área de camping, banheiros coletivos com chuveiro, área de lazer e contemplação. Entre as atividades, estão as caminhadas (trekking), caiaque no Lago, cavalgada, aluguel de bicicletas e esqui. Há domos com cama de casal e janela com vista para o lago além daqueles com possibilidade de acomodar até 8 pessoas nos beliches simples. Dica: os que estão nos decks são mais novos e charmosos.

O lugar é rústico – não é para quem busca luxo, mas oferece o conforto para uma boa estadia. A comida do restaurante é boa e com opções diversas no cardápio que atraem pessoas que vem só para passar o dia, inclusive. O café da manhã é simples, com tostadas, mas é um bom café.

 

Dormir em um domo foi uma nova experiência e nos sentimos protegidos. Acendemos a lareira, preparada pela equipe do Valle, e dormimos bem e aquecidos mesmo com os 3º lá fora. À noite, com frio, saímos para ver estrelas! Espetacular!

O local é encravado na Cordilheira dos Andes, isolado de tudo e todos. Em razão da beleza natural, foi construída uma estrutura para receber os visitantes.

Após o café da manhã, lá fomos nós para as atividades do dia! Cavalgamos até uma fonte natural de água termal com enxofre. Os cavalos são bem treinados e o Carlos foi um ótimo condutor, nos acompanharam também os atentos peões Angel Gabriel e Gabriel, que são nossa equipe e segurança. Passamos por dois rios e quando nos aproximamos mais da fonte já percebemos o efeito do enxofre na paisagem. São várias fontes formando pequenas piscinas naturais! A agua é bem “salgada” e dizem que traz inúmeros benefícios à saúde, ajudando órgãos, tendões, articulações e até a pele. As termas vão de mornas a quentes, enquanto o rio que corre ao lado é gelado. O passeio dura 3h horas no total (1h de ida, 1h no local e 1h para voltar). Já conheciam a possibilidade de um banho revigorante em águas com enxofre?

Os custos: diária do domo: 4000 pesos / cavalgada 1900 pesos (por pessoa) – pra ficar no domo, com café da manhã e passeio a cavalo, o nosso custo (casal) total foi de R$320.

De volta a Las Leñas, ainda tínhamos tempo e então Jessica nos conduziu até o Museu de Ciências Naturais. Curiosidade: foi nesta região que caiu o avião dos jogadores uruguaios de rugby, história contada no livro e depois no filme “Vivos” – o acidente ocorreu em 13 de outubro de 1972 e partes do avião ainda estão aqui. Conhecem esta historia?

Jantamos uma comida italiana para matar a saudade de casa!

É possível visitar o Valle Hermoso com agências desde o Las Lenãs ou de San Rafael – Mendoza. Lembrando que é para quem gosta de aventura e aceita estar em ambiente rústico!


Esta é uma série de postagens sobre a viagem que o Viajante Maduro realizou pela Patagônia Argentina e Chilena, além de Buenos Aires e Mendoza, de janeiro a março de 2022. A viagem foi feita de carro e levou 55 dias, percorrendo 12 mil quilômetros.


Confira as outras matérias sobre nossa Road Trip pela Patagônia


Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Esta matéria contou com a produção textual da publicitária Alexandra Ungaratto e com a colaboração da futura publicitária Lúcia Fávero Moraes.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

Comentários