fbpx

Pelotas, uma cidade com muita história pra contar

Pelotas conheceu, desde sua fundação, no século XVIII, as glórias de um município próspero e rico e a gradual mudança econômica que impacta a cidade até os dias de hoje.
Tudo começou com a chegada do português José Pinto Martins, que fundou uma charqueada às margens do Arroio Pelotas. O sucesso do empreendimento, justificado pela localização e métodos empregados, estimulou a criação de novas charqueadas na região que deram origem à exploração em larga escala da indústria saladeiril do território rio-grandense. Deu-se início ao conhecido ‘Ciclo do Charque em Pelotas’, que transformou o pequeno vilarejo em uma cidade próspera e importante.
Com a abolição da escravatura e o advento dos frigoríficos, o desaparecimento de compradores de charque (alimento dado aos escravos) resultou no fim do ciclo e o início de um período intenso de decadência econômica no município.
Sem um produto substituto de igual valor para manter os padrões da cidade, o empobrecimento foi eminente. Tentou-se valorizar o cultivo de pêssego, mas a demanda do mercado por produtos com pouco açúcar e frescos, não em conserva, não permitiu que a produção se tornasse tão significativa.
Mas é preciso afirmar que Pelotas é uma cidade com muita história pra contar. É, sem dúvidas, local com os mais belos prédios históricos do Rio Grande do Sul e os apaixonados por história ficam fascinados ao visitar uma cidade que, um dia, foi tão importante.
Adoramos conhecer a estátua de Simões Lopes Neto, escritor e empresário nascido em Pelotas, inaugurada em 2016, no ano do centenário de sua morte. A  estátua foi confeccionada pelo artista plástico mineiro Léo Santana, autor de outras obras importantes como o busto de Juscelino Kubitschek. A escultura exigiu quatro meses de trabalho e pesa 230 quilos. O banco de praça em que está sentado também faz parte do monumento. O patrocínio da obra foi do Banrisul e a gente gosta de divulgar quem patrocina a cultura. Gostamos que a obra possui um apelo à interatividade.
Além dos vestígios e traços de uma cidade que outrora foi rica, representados por seu patrimônio arquitetônico, Pelotas também é conhecida por seus maravilhosos doces. Os Doces de Pelotas são obras-primas da confeitaria brasileira – doces de origem portuguesa adaptados pelos gaúchos do local e que agradam todos os gostos. Ganharam o título de Patrimônio Imaterial Brasileiro. 
No centro histórico, onde se encontra a maior parte dos prédios mais emblemáticos e belos, é onde costumamos visitar a doceria Imperatriz, localizada no Mercado Público, onde nos deliciamos com quindins e ninhos de ovos, atualmente nosso quitute preferido do local.
Nos hospedamos, nesta viagem, no Hotel Curi Executive. Sempre uma boa opção, com o padrão Versare.
Ah, vale lembrar que o principal motivo que nos fez incluir Pelotas em nosso Roteiro foi o fato de ser a cidade natal de Rômulo! No caminho, paramos na cidade de Pedro Osório, onde Rômulo visitou um amigo de infância que não via há mais de 40 anos, Getúlio Agrelo. É muito bonito quando as viagens proporcionam esse tipo de experiência: de reencontros entre amigos que compartilharam tanto, mas viveram a maior parte da vida afastados. Em Pelotas, também visitamos outro amigo de Rômulo, Roni Santana. É interessantíssimo ouvir as histórias antigas, os apelidos e brincadeiras há muito vivos apenas na memória.
No caminho para Pedro Osório, estás plantas que nos lembram o Carnaval.
A Estação de Pedro Osório, cantada por Kleiton e Kledir.

Fomos visitar a casa onde Rômulo passou sua infância, o clube de natação e a escola. Ficamos um tanto abatidos pelo fato de todos esses lugares tão significativos encontrarem-se hoje em estado tão decadente – abandonados ou destruídos.
Ainda assim, recomendamos a viagem a esta cidade que hoje conta uma história de altos e baixos através de seus lindos prédios e casas. A Catedral Metropolitana São Francisco de Paula é belíssima, com referências aos estilos renascentista, maneirista e barroco, localizada em frente à Praça José Bonifácio, a principal da cidade.
O município também conta com bons atrativos de turismo rural e de natureza. Aqui, não podemos deixar de citar a Praia do Laranjal, banhada por águas da Lagoa dos Patos e ponto de encontro dos pelotenses.

Onde Comer

Recomendamos alguns restaurantes que experimentamos, tais como: Cruz de Malta, Madre Mia, Cavalo Branco e o Café 35, além do café da Doceria Imperatriz, que já citamos acima.
Cruz de Malta, tradicional restaurante de Pelotas. Para almoçar ou jantar.
Adoramos o Madre Mia, mas nos finais de semana o lugar fica lotado, preferimos frequentar nos dias de semana e nos sentar aproveitando as excelentes propostas gastronômicos, drinks e cervejas.

O Restaurante Cavalo Branco fica localizado no Mercado Central. Ótima opção para peixes.

Adoramos a decoração do Café 35.

Outros pontos de interesse

Bem, ao menos nós gostamos de visitar cebos e este o Monquelat, é um imperdível!

O “Castelinho” também nos encanta e é cheio de lendas, histórias e estórias. Torcemos pelo restauro deste lindo prédio.
Os grafites tomaram conta da região do Porto. Alguns são muito bonitos.
No Mercado Central, aos sábados à tarde, acontece uma roda de música. Grandes músicos, de diferentes idades, se reúnem para tocar algum samba, chorinho e outras melodias super agradáveis de escutar. Linda iniciativa!
Passear pela Praça Coronel Pedro Osório é programa obrigatório para quem mora ou visita a cidade.
Alguns dos amigos do Rômulo nos convidaram para um baile na Sociedade Italiana. Adoramos o convite e o programa.

Obs.: não conseguimos fazer muitas fotos, principalmente à noite, porque infelizmente nos sentimos inseguros. Assim, compartilhamos fotos de outras idas à Pelotas, além desta última.

 

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

Esta matéria contou com a colaboração da jornalista Júlia Beatriz de Freitas.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

Comentários