Perrengue, chuva e lama – Patagônia Argentina

Nem tudo são flores, certo? E uma viagem sempre tem seus desafios.
Sem dúvida, encarar o trecho de San Patricio del Chañar em direção à Província de Mendoza foi a nossa maior adversidade até agora!

Pegamos muita chuva no deslocamento dessa vez, tanto que, em alguns pontos, chegamos a pensar que nem teríamos como passar de tanta água na pista. Seguindo, pegamos a Ruta 5 e mais água, praticamente um rio no meio do caminho! Passamos! Muita água… momento tenso! Passando por Rincón de Los Sauces, vimos mais uma escultura de dinossauro, nos lembrando que ainda estamos na terra que habitavam.

Encontramos a Ruta 6 interrompida devido a estragos dessa chuvarada, então o Google Maps indicou outro caminho, pela Ruta 20, mas esta acabou em um rio e tivemos que voltar. A dúvida que seguiu era: voltar para a 6 ou desistir? Voltar a Neuquén e pegar a 151 seria uma opção, mas aumentaria muito a distância e por lá também a estrada estava comprometida.

A máquina abriu um pouco da estrada e as caminhonetes encararam…agora a aventura ficou mais tensa – coração na mão. Eu fiquei na torcida “vamos lá, Jeepão; vamos lá, Rômulo!” porque estava muito complicado! Água e lama transformaram a Ruta 6 em um ‘sabãozinho’ – toda escorregadia.

Isso tudo em razão das fortes chuvas da noite anterior! Não recomendamos viajar por aqui quando chover muito.

Depois de muito andar nestas condições, acompanhados apenas por uma caminhonete que ia na nossa frente, conseguimos passar pelo pior e até subi num morro pra tirar uma foto como homenagem ao Jeepão e ao Rômulo que foram muito valentes nestas estradas críticas!

Mas quem disse que o pior ainda não estava por vir? Praticamente um cânion no meio do caminho! Ruta 6 nunca mais! Depois de 100 km da pior estrada que já andamos na vida, comemoramos ao ingressar novamente na Ruta 40! Asfalto! Passamos por Buta Ranquil – Neuquén e até pensamos em parar por aqui, mas decidimos seguir adiante e, após um mês neste território que nos conquistou, estamos deixando a Patagônia!

Passamos dos 9 mil quilômetros rodados desde que saímos de casa! Chegamos em Malargüe (@malargueturismo), que nos foi bastante elogiada e indicada, mas como estamos cansados e com hotel reservado para Las Leñas, não paramos aqui desta vez.

Salve Las Leñas, chegamos! Muito impactante estar no meio da Cordilheira dos Andes! Ficamos emocionados e agradecido por chegar! E, vocês, teriam coragem de encarar estas estradas?


Esta é uma série de postagens sobre a viagem que o Viajante Maduro realizou pela Patagônia Argentina e Chilena, além de Buenos Aires e Mendoza, de janeiro a março de 2022. A viagem foi feita de carro e levou 55 dias, percorrendo 12 mil quilômetros.


 

Confira as outras matérias sobre nossa Road Trip pela Patagônia


Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Esta matéria contou com a produção textual da publicitária Alexandra Ungaratto e com a colaboração da futura publicitária Lúcia Fávero Moraes.

Não deixe de curtir nossa página no Facebook, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

Comentários