fbpx

Primeira parada: a bela Uruguaiana

A primeira parada de nossa road trip foi Uruguaiana, cidade que faz fronteira com Argentina e com o Uruguai. Escolhemos Uruguaiana como caminho por causa de um evento em que fui convidada a palestrar, mas o caminho mais perto até Salta, nosso primeiro destino na Argentina, é pela cidade de São Borja.

Em Santa Cruz do Sul, cerca de 500 quilômetros distante de nosso destino, tomamos café na deliciosa padaria Lisaruth: ótima indicação para quem viaja pela região Campanha Gaúcha.  No caminho, indicamos para lanches e descanso o paradouro Le Sorelle, junto ao posto Santa Lucia. Enfim, depois de 650 quilômetros, chegamos em Uruguaiana.

Além de ter tido papel importante para o comércio brasileiro no século XVIII e XX, Uruguaiana hoje carrega o título de maior porto seco da América Latina. Também é cidade com alta movimentação de turistas, que aproveitam a passagem entre países para conhecer prédios históricos e até mesmo para participar do famoso e tradicional Desfile de Carnaval da cidade.

Nós tivemos a sorte de participar de um desfile comemorativo de aniversário de 49 anos de idade da Escola de Samba Cova da Onça, a maior da cidade. A festa atraiu cerca de 10 mil pessoas.

Todo ano, cerca de 80 mil pessoas prestigiam o Carnaval de Uruguaiana, considerado um dos melhores carnavais fora de época do Brasil.

Antes da festa, eu, Ivane, realizei uma palestra na cidade sobre Criatividade no Turismo durante o programa Empreende Uruguaiana, uma parceria entre a prefeitura e o Sebrae que visa capacitar, treinar e oferecer consultorias a empresários da cidade. O principal objetivo do programa é desenvolver o turismo na cidade e também prepará-la para a chegada de três free shops, previstos para começar as atividades em fevereiro. A palestra foi realizada no Clube Comercial de Uruguaiana: outro lindo prédio histórico da cidade!

Optamos por nos hospedar no Hotel da Fronteira, lugar confortável e bem localizado que nos proporcionou uma ótima noite de descanso para continuarmos dispostos na estrada, no dia 17. A diária foi R$190.

De manhã, acordamos e fomos visitar alguns pontos de interesse da cidade. O primeiro foi o Mercado Público de Uruguaiana, lugar simples, mas gracioso. Em seguida, fomos à praça central, onde nos deparamos com uma agradável surpresa: um chimarródromo, uma pequena “estação” que oferece água

Chimarródromo

quente para o chimarrão – importantíssimo hábito de gaúchos, uruguaios e argentinos! A singela praça é cercada de prédios públicos. Muitos destes são antigos, dando um ar charmoso para a cidade.

Há na praça a igreja matriz da cidade, a Catedral Sant’Ana. A história da igreja remete ao ano de 1861, quando foi construída a paróquia. Em 1925, entretanto, o antigo prédio foi destruído para a construção de um maior, que demorou 33 anos para ser finalizado. Bela igreja!

Um monumento em homenagem ao Barão do Rio Branco é “ponto de encontro” para os uruguaianenses.  Barão do Rio Branco foi homenageado por ter garantido o processo de segunda independência de Uruguaiana, que em 1874 adquiriu o status de cidade. A autoridade convenceu o imperador Dom Pedro II de que o Brasil devia ao país pela vitória brasileira na Guerra do Paraguai.

Vale lembrar que Uruguaiana foi ponto de conflito durante a Guerra do Paraguai. Foi onde aconteceu o Cerco de Uruguaiana, entre 16 de julho a 18 de setembro de 1865, que acabou por render o exército paraguaio.

No centro, também encontramos a “Casa do Gaúcho”, loja de artigos gauchescos onde adquirimos vestimentas superconfortáveis para a viagem: bombachas e alpargatas.

Por fim, mas não menos importante, decidimos visitar o Consulado da Argentina da cidade. Nossa ideia era clarear as informações sobre os requisitos para viajar no país “hermano” tranquilamente de carro. Saímos de lá com muita informação difícil de se encontrar na internet. Por isso, fique ligado que o próximo post será sobre isso!

E não se esqueça: para acompanhar de perto nossas dicas enquanto a viagem aconteça, siga-nos no Instagram, onde compartilhamos momento a momento de nossa aventura pela América do Sul.

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

 

Comentários