São Leopoldo – Berço da Imigração Alemã – Vale Germânico – RS

São Leopoldo é a cidade berço da Imigração alemã no Brasil. Em 1824, os primeiros imigrantes alemães, num total de 39 pessoas, chegaram ao sul do Brasil, estimulados pelo Governo Imperial, e foram enviados para a então Feitoria do Linho Cânhamo pelo Rio dos Sinos.

Descobrir tudo que São Leopoldo oportuniza nos surpreendeu e fez com quem ampliássemos a imagem que tínhamos dessa cosmopolita e múltipla cidade. Vem com a gente conhecer mais de São Léo!

Nos acompanhe também pelo Instagram e Facebook.

O importante Rio dos Sinos no centro de São Leopoldo

Começamos nossa visita em um local cheio de boas energias. O Santuário do Sagrado Coração de Jesus. Conhecido como Santuário Padre Reus, é um dos locais mais visitados de São Leopoldo. O padre Benno Brod gentilmente nos guiou na visita – com 91 anos, nos impressionou pela serenidade e vivacidade.

João Batista Reus chegou ao Brasil vindo da cidade de Pottenstein, no estado alemão da Baviera, em 1900. Depois de um mês, rezou já seu primeiro sermão em português, língua que desconhecia até então. Professor de teologia, também tocava cítara e violino. Brod nos contou que o padre Cândido Santini foi o grande incentivador da construção em nome de Reus, que era conhecido como um homem muito virtuoso, caridoso, introspetivo e sério.

No Santuário se localiza o túmulo do Padre, falecido em 1947, assim como de vários padres Jesuítas, e um memorial com seus objetos pessoais, como os instrumentos musicais que tocava, botas e o altar da Igreja onde atuou por anos na cidade de Rio Grande.

O Santuário recebe intensa visitação, especialmente aos finais de semana e, para isso, possui infraestrutura de estacionamento, área verde com bancos, restaurante, sanitários e uma loja souvenirs e artigos religiosos. Na Sexta-Feira Santa, o fluxo de fiéis que se dirigem espontaneamente ao local, de diversas localidades do estado, chega a aproximadamente 60 mil pessoas.

Mesmo tendo um forte apelo popular, o processo de beatificação ainda está ocorrendo, então, não podemos considerar Reus como santo. Ainda assim, é impressionante o número de mensagens de graças alcançadas deixadas no local. Achamos muito bonito que, no jardim ao lado do santuário, há diversos bancos representando as famílias que receberam graças.

O santuário é de 1970 e há diversas missas diárias. Aos domingos, por exemplo, são cinco horários distintos. Um local de paz e reflexão que vale a visita em São Leopoldo.

Contatos
Telefone: (51) 3590-1914
Endereço: R. Luetgen, 78 – Padre Reus – São Leopoldo – RS

De 1942 a 1947 – ano em que faleceu, Reus viveu no CECREI, local que fomos conhecer em seguida e que fica a 700 metros do Santuário.

O Centro de Espiritualidade Cristo Rei – CECREI, em São Leopoldo, é mais do que uma hospedagem, ele é surpreendente. São 11 hectares no coração da cidade, 3 hectares apenas de um lago imenso, lindo e de uma paz encantadora. O local convida para a atividades em grupo, reflexão e repouso.

O diretor administrativo Luis Felipe Leifheit nos recebeu e explicou as diversas possibilidade do local. O prédio histórico, datado de 1942, oferece 126 apartamentos para acomodar os visitantes. Possui um auditório para a realização de eventos, com capacidade para 200 pessoas, além de oito salas, que podem receber grupos de 15 a 80 pessoas.  Há, ainda, três refeitórios que acomodam até 180 pessoas e um campo de futebol (inclusive, no dia da visita conferimos um treino das categorias de base do Aimoré, time da cidade).

Pudemos conferir e provar uma das últimas experiências do espaço: os piqueniques na área externa. É necessário agendar previamente, pois são apenas 35 lugares/cestas com produtos orgânicos e o visitante pode levar pra casa a cesta e a toalhinha. Um programa perfeito para relaxar!

A hospedagem para o casal está R$ 270 (incluso café da manhã), a cesta de piquenique está R$ 210 (serve quatro pessoas).  Há, ainda, quiosque, com capacidade para 60 pessoas, equipado com mesas, cadeiras e churrasqueira.

A sensação é de que saímos de uma grande cidade, quando, na verdade, estamos bem no coração dela!

Contatos
Telefone: (51) 3081-4200
Instagram: @cecreioficial
E-mail: cecrei@cecrei.org.br
Endereço: R. Regina Mundi, 333 – Cristo Rei – São Leopoldo – RS

Nossa próxima parada foi digna de um filme! Nos sentimos em uma mistura de “Alice no País das Maravilhas” com “Good Witch” ao visitar o Atelier de Cerâmica Helenart, que integra o Caminho das Artes de São Leopoldo junto a outros 11 locais incríveis.

Fomos recepcionados com um maravilhoso chá da tarde, em louças lindas, com guloseimas deliciosas e em um clima de arte e magia. Os 12 artesãos do Caminho das Artes usam técnicas diversas, com trabalhos em cerâmica, ferro, macramê, madeira, vitrificação, pintura em porcelana, jogos pedagógicos… fascinante!

São eles:

Para entender melhor a cidade que é berço da imigração alemã no Brasil, visitamos o Museu Visconde de São Leopoldo e ficamos positivamente surpresos em encontrar um ótimo acervo e uma grande aula de história.

A diretora de relações institucionais e ex-presidente do Museu, Ingrid Marxen, nos conduziu na visita. Cerca de 20 voluntários, além de dois funcionários de meio turno, atuam no Museu, que é privado, sem fins lucrativos e vive de mantenedores. Fundado em 20 de setembro de 1959, conta a história da imigração e colonização alemãs na região que formava a então Colônia de São Leopoldo (atualmente os municípios dos vales do Sinos e Caí). Reuniu e salvou do esquecimento e da destruição objetos, livros, cartas, jornais e documentos e continua contando essa história de superação a estudantes, pesquisadores e demais interessados.

O acervo é composto por cerca de 10.000 objetos, 25.000 livros, 85.000 fotos, 9.000 periódicos e 12.000 documentos únicos e raros sobre a imigração alemã e a história de São Leopoldo. Além disto, conta com vestuário, utensílios domésticos e de trabalho além de outros objetos e equipamentos ligados à imigração.  Considerado um dos acervos mais ricos do Brasil sobre a imigração alemã no país, merece muito a visita!

Horário de atendimento

De terça a sábado das 8h30 às 12h e das 13h30 às 17h30

Contatos
Telefone: (51) 3592-4557
Instagram: @museu_mhvsl
E-mail: museuhistoricosl@museuhistoricosl.com.br
Endereço: R. Dom João Becker, 491 – Centro – São Leopoldo – RS

Em um curto espaço geográfico, é possível conhecer diversos atrativos de São Leopoldo. Fomos caminhando e descobrindo a cidade, percorrendo seu centro histórico.

Na Praça do Imigrante, fica o monumento “Em nome dos antepassados”

A pequena capela que originou a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição foi erguida pelos imigrantes alemães e demolida por volta de 1845. No local, foi erguida, então, a nova Igreja, inaugurada em 1859. Em 1865, foi reformada, dando lugar ao prédio atual, que é a primeira obra do Rio Grande do Sul a seguir a tipologia neogótica. A Igreja era dirigida pelos Jesuítas, sendo instalada ao lado do prédio da antiga sede da Unisinos e do Instituto Anchietano de Pesquisas.

Contatos
Telefone: (51) 3592-1003
E-mail: conceicaosl@diocese.org.br
Endereço: Praça Tiradentes, 68 – Centro – São Leopoldo – RS

As construções históricas de igrejas, prédios públicos e privados se misturam às construções mais recentes e modernas de São Leopoldo. Ao passar pelo Centro, visualizamos os prédios da Câmara de Vereadores, da Sociedade Orpheu e da sede antiga da Unisinos.

Não visitamos, mas ficamos curiosos para também conhecer o Museu do Trem e o Parque Natural Municipal Imperatriz Leopoldina, dois atrativos bastante reconhecidos pela população local.

No Centro Cultural José Pedro Boéssio, que abriga também a Biblioteca Pública e a Galeria Liana Brandão, conhecemos o Teatro Municipal de São Leopoldo, uma estrutura moderna e super aconchegante.

Contatos
Telefone: (51) 3591-8858
Endereço: R. Osvaldo Aranha, 934 – Centro – São Leopoldo – RS

Onde comer

Jantamos na Bucadisantantonio, mais do que uma excelente pizzaria, uma casa de múltiplas experiências! O proprietário Sandro Cassel é uma figuraça, que, com grande carisma, nos encantou. Percebemos de imediato que a criatividade de Sandro vai muito além dos pratos (ótimos, por sinal).

No restaurante, há uma fantástica coleção de doações. Há 21 anos trabalhando com gastronomia, Sandro foi transformando clientes em amigos a tal ponto de receber diversas peças para compor um museu próprio. Inclusive, quanto estávamos no local, uma fotógrafa veio devolver um telefone vermelho que pegou emprestado para uma sessão (e cada coisa tem seu lugar já definido). Sandro diz que tudo precisa voltar, porque quem doa faz questão de ver o presente exposto – há desde pequenas embalagens até bicicletas antigas. E o incrível é que tudo “harmoniza” muito bem e deixa o lugar ainda mais especial.

As crianças que vão ao local podem ser “mini pizzaiolas”: enquanto os pais ficam na mesa, elas fazem a massa e escolhem o sabor. Depois a pizza vai para o forno e volta quentinha e do jeitinho que a criança fez. Se você tiver sorte e sentar na “mesa do chef” também ganha uma pizza brotinho.

O cardápio possui mais de 150 sabores criados também pelos clientes, que levam o nome ou o apelido deles.  Particularmente, adoramos a pizza de queijo brie com mel.  Aos sábados, há uma tradicional feijoada. Também há opção de delivery – entretanto, a nossa sugestão é de conhecer essa casa cheia de boas histórias – sem dúvida, dá ainda mais sabor às já deliciosas pizzas!

  • O preço das pizzas varia de R$ 65,00 a R$ 95,00.
Contatos
Telefone: (51) 3592-1003
Instagram: @bucadisantantonio
E-mail: bucaeventos@gmail.com
Endereço: R. Santo Antônio, 1285 – Centro – São Leopoldo – RS

Almoçamos no Restaurante Caminho. Com o pé direito alto, muitas plantas, e um estilo bastante clean, o ambiente é extremamente agradável e os pratos deliciosos. Nos sentimos em um cantinho verde, com tudo leve e fresquinho. Escolhemos um ravióli de espinafre e um risoto de moranga cabotiá – o cardápio varia conforme a estação. Os pratos são assinados pela chef Lanna Moreira.

Pra sobremesa, meu doce preferido: apfelstrudel. O da Vóvis Biscoiteria estava maravilhoso! Pelas fotos é quase possível sentir o gostinho, não acham?

  • Risoto de moranga cabotiá: R$ 34,50
  • Ravióli de espinafre: R$ 45,00
  • Salada de camarão: R$ 62,00
  • Kombucha de hibisco e maracujá: R$ 18,00
  • Suco de laranja, cenoura e gengibre (prensado a frio – muito delicioso): R$ 13,40

Nas quintas-feiras há música ao vivo na casa e no último final de semana do mês artistas locais expõem seu trabalho, dando mais vida ao espaço que já é lindíssimo.

Contatos
Telefone: (51) 9 8139-2244
E-mail: caminhoorganicosl@gmail.com
Endereço: R. Lindolfo Collor, 301 – Centro – São Leopoldo – RS

Onde ficar

Nosso hotel em São Leopoldo foi o Hotel Intercity SL. Adoramos os recados de boas-vindas da gerente Karina Alves, com biscoitos, um quadro e flores, uma delicadeza! O hotel é muito bem localizado, bem próximo da Rua Independência (Rua Grande para os locais), onde ficam vários bares da cidade.

Os quartos são confortáveis e aconchegantes. A rede Intercity está há dois anos em São Leopoldo e o hotel conta com estacionamento, lavanderia e academia. A hospedagem está em torno de R$ 200,00 para casal, com café da manhã incluso (por enquanto, o café da manhã é terceirizado e escolhemos na noite anterior o que gostaríamos de comer).

Um ótima dica para quem quer se hospedar na região e não abre mão do conforto de um bom hotel e de uma rede internacional.

Contatos
Telefone: (51) 3103-5040
Instagram: @intercity.hotels
E-mail: reservas@intercityhoteis.com.br
Endereço: R. Marquês do Herval, 1275 – Centro – São Leopoldo – RS


  • Para roteiros personalizados, sugerimos contatar as agências de turismo receptivo que oferecem passeios pelo Vale Germânico:

Rumos Turismo e Conexões

Contatos
Telefone: (51) 9 9341-7441

 

Saint-Michel Viagens

Contatos
Telefone: (51) 9 9117-3523
O importante Rio dos Sinos no centro de São Leopoldo

Agradecemos a recepção do secretário de Turismo Juliano Maciel e da diretora de Turismo de São Leopoldo Lilia Motta.

Esta é uma série sobre os nove municípios que integram o Vale Germânico: Araricá, Campo Bom, Dois Irmãos, Ivoti, Morro Reuter, Novo Hamburgo, Santa Maria do Herval, São Leopoldo e Sapiranga.

Viajamos a convite do Vale Germânico e contamos com o apoio das Prefeituras/ Secretarias de Turismo dos municípios envolvidos e Sebrae RS.


Confira as demais atrações desta bela região gaúcha:

 

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

A série de textos sobre o Vale Germânico contou com a produção textual da publicitária Alexandra Ungaratto e fotos e vídeos da futura publicitária Lúcia Fávero Moraes, mas com nosso acompanhamento e, principalmente, nossa experiência e vivência.

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

Comentários