Tudo o que você precisa saber para viajar à Argentina de carro

Uma viagem cobra o dobro de atenção quando é feita de carro. A Argentina, diferentemente do Uruguai e do Brasil, exige uma série de equipamentos obrigatórios para circular pelo país de carro. Por isso, reunimos neste post todos os itens e documentos necessários, além de dicas sobre o primeiro trecho dentro do país irmão.

Isto porque muitos brasileiros já voltaram de lá com relatos de policiais exigindo itens como mortalha plástica, obrigação inexistente na legislação argentina. Assim sendo, aproveitamos a passagem por Uruguaiana para visitar o Consulado da Argentina e sanar nossas dúvidas.

Fomos muito bem atendidos e instruídos pela equipe, que nos passou uma lista com todas as exigências para viajar de carro pela Argentina.

A lista é essa:

Documentos

  • Documento do Carro;
  • Autorização para conduzir na Argentina, caso não seja proprietário do automóvel;
  • Seguro Internacional do Veículo (Carta Verde);
  • Cédula de Identidade (RG);
  • Carteira de Motorista;
  • Autorização para menores desacompanhados dos pais emitida pela Polícia Federal.

Equipamentos

  • Extintor de Incêndio;
  • Cambão de Ferro (difícil de encontrar no Brasil – o nosso compramos na fronteira);
  • Kit de Primeiros Socorros;
  • Dois triângulos;
  • Cinto de Segurança;
  • Encosto de cabeça nos bancos dianteiros;
  • Não é permitido circular com veículos que tenham proteção dianteira ou traseira, que vão além do para-choque ou lateral do veículo.

Observação: As caminhonetes (qualquer uma delas) devem andar com um adesivo que indique a velocidade máxima de 110 km e dois adesivos luminosos na parte traseira do veículo.

Para mais informações, é só clicar neste link.

Após a passagem pelo Consulado, fomos em direção a Paso de Los Libres, cidade argentina que faz fronteira com Uruguaiana. É uma cidade pouco agradável, sem lugares interessantes para visitar (também não tem free shops como outras cidades fronteiriças) e achamos um pouco perigosa.

Como em outros países fronteiriços com o Brasil, é necessário realizar a saída do país na Polícia Federal brasileira (muitos não sabem disso, mas é bom para controle) e,  na cidade fronteiriça, registrar entrada na Argentina a entrada com a Polícia Argentina. Em um prédio ao lado, há a alfândega/aduana brasileira e argentina. Nesta fomos a fim de declarar nossos bens, algo que percebemos não ser comum muito entre os viajantes que entram no país irmão.

Por sermos ‘maduros’ nômades digitais, andamos com nossos equipamentos de trabalho (notebooks e câmera) e decidimos não arriscar nenhum mal estar com oficiais da polícia argentina.

Lá, entretanto, foi-nos esclarecido de que é apenas necessário declarar bens caso estes ultrapassem 3 mil dólares. Fica o aviso!

Primeiro perrengue

Ao atravessar a fronteira, uma chuva torrencial nos pegou de surpresa! Quase não conseguimos sair do carro para entrar na imigração argentina e na Aduana. Foi o primeiro perrengue e desafio de nossa viagem.

Em seguida, ficamos sabendo que as rodovias haviam sido fechadas pelo temporal e um trajeto que seria de 500 aumentou para 800 quilômetros. Mas, seguimos em frente! 800 km depois e um dia inteiro de viagem, chegamos por volta das 23h no Hotel Las Curiosas, na região de Avia Terai, a cerca de 600 km de nosso destino, Salta. Para saber um pouco mais sobre o hotel e realizar sua reserva, clique aqui.

A parada para dormir no hotel especializado em ecoturismo não poderia ter sido melhor. Com atendimento excepcional, o local foi fundado por uma família que planta grãos e resolveu criar um bosque de preservação ambiental, que conta com a pousada. O hotel também oferece serviços de Spa, agendados previamente, além de ótimas refeições.

Uma das atrações do lugar é a observação de pássaros, mas, por conta da chuva, não pudemos presenciar.

Descansamos e partimos para o nosso destino: Salta! Fique ligado que logo reuniremos no blog nossas impressões e dicas sobre a cidade.

E não se esqueça: para acompanhar de perto nossas dicas enquanto a viagem aconteça, siga-nos no Instagram, onde compartilhamos momento a momento de nossa aventura pela América do Sul.

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

 

Comentários