Vamos ao Pantanal? Experiências pantaneiras na Fazenda San Francisco – MS

Vamos ao Pantanal?

Fazenda San Francisco = Chalana + Focagem Noturna + Safari Fotográfico

Tivemos o privilégio de conhecer a já tão reconhecida Fazenda San Francisco, localizada no município de Miranda – MS!
Um lugar onde a natureza é tratada com carinho, sendo boa parte área de preservação, em meio às atividades produtivas, como plantio de arroz e criação de gado. Interessante entender mais sobre a irrigação do arroz e os inúmeros canais, bem como sobre o gado Senepol. A família nos acolhe com os sempre cordiais e atentos integrantes da equipe.
Aqui há hospedagem, restaurante, piscinas, trilhas, passeios… Uma diversidade de atividades pode ser realizada, como as que relataremos nos próximos posts. Nos sentimos muito confortáveis e seguros. Eles estão aplicando todos os protocolos de biossegurança para o controle do Covid-19. Os apartamentos são amplos, confortáveis, com ar condicionado, geladeira, banheiro privativo. Vimos o mais lindo pôr-do-sol do Pantanal, enquanto ouvíamos a sinfonia dos pássaros. Emocionante!
Nos surpreendemos com a presença da Arara Azul, antes ameaçada de extinção, mas agora aqui presente, graças ao trabalho da bióloga Neiva Maria Robaldo Guedes e de fazendas como a San Francisco, que participa de diversos projetos científicos de preservação animal, como a Jaguatirica, a Onça Pintada e tantos outros.

Passeio de Chalana no Corixo São Domingos e Pesca Artesanal de Piranhas

Só de ouvir falar dessa possibilidade, já me emocionei! Comecei a cantarolar “Lá vai a Chalana, bem longe se vai…”

Lembrei de meus pais cantando… Meu pai gosta da interpretação de Sérgio Reis e já coloquei no Spotfy, na seleção ‘Sertanejo de Raiz’ do Viajante Maduro, a música para tocar. As lágrimas rolaram de amor, de saudades e de gratidão por poder viver esta experiência.
Aceleramos o carro, partindo de Bonito, para chegarmos em tempo na Fazenda. Nem fizemos o check-in na Fazenda (dormimos lá por uma noite) e já fomos para o veículo que nos levou até a Chalana. O grupo é orientado a usar álcool e manter as máscaras durante todo o passeio.
A guia Eliane conduz o passeio, enquanto o guia Jacaré dirige a Chalana, um grande barco-jangada, de dois andares, com motor, sim, mas com estrutura rústica, todo aberto. Eliane é fantástica! Se comunica com os gaviões, conhece o comportamento das piranhas, faz brincadeiras com as crianças, sempre mantendo a seriedade que um passeio como este exige. Gostei quando alguém perguntou: “Essas araras são da Fazenda?” E ela prontamente respondeu: “Não, são da natureza mesmo”.
Há o momento da pesca da piranha. Nem eu nem o Rômulo pescamos nada, vez que não temos este ofício em nossas preferências. Mas quem pesca entrega a piranha para a Eliane. O peixe já servirá de alimento para os gaviões que ela chama. Um dos tipos vem buscar no alto das mãos, o outro no rio… Encantador!

Focagem Noturna de Animais Silvestres

Depois de um delicioso jantar, partimos num confortável veículo (caminhão ou caminhonete com carroceria aberta (muito bom neste período pandêmico e também pelo frescor do vento quando anda), onde todos são orientados a permanecerem com as máscaras.

Jacaré, nosso guia, tem mais de 15 anos de atuação no turismo e uma vida dedicada às fazendas da região, e vai no alto do veículo (bem em cima da cabine do caminhão), focando, com sua grande lanterna, o ambiente de um lado e outro das estradas, fazendo com a luz uma espécie de balé noturno que nos hipnotiza! Lá avistamos vários animais com hábitos alimentares noturnos, tais como o lobinho, antas, jacarés, capivaras, cervos, corujas, e alguns pássaros.
Se sentir frio, ele alcança uma manta. Crianças e adultos seguem silenciosos e atentos, observando tudo e ouvindo os relatos do Jacaré, que conhece tudo sobre os bichos locais e nos fala sobre seus hábitos, histórias peculiares… Parece um Sarau-Safari!
Todos que fazem o passeio possuem seguro contra acidentes pessoais e recebem óculos para proteção dos olhos para proteção contra eventuais mosquitos durante o trajeto, uma vez que a carroceria é aberta. A duração média do passeio é de 2h30min. Voltamos nos sentindo em paz e calmos, prontos para uma boa noite de sono!

Safári Fotográfico e Trilha do Carandá

Acordamos na segunda-feira pela manhã, animados. Cedinho, por volta das 6h30min, já sentimos o cheiro de café e fomos nos alimentar com as delícias da fazenda! Adoramos o queijo de leite de búfala!

Logo, o guia Jacaré nos orientou para irmos com roupa e calçado confortáveis e mais fechados, como sempre, além de carregarmos repelente de mosquitos, que na época de cheias do Pantanal se fazem presentes com mais apetite e onde ‘nós somos o alimento’! Da mesma forma que no relato anterior, quando fizemos a Focagem Noturna, Jacaré vai no alto do veículo orientando para que lado olharmos quando avista um animal.
Depois de alguns quilômetros observando os animais, de cima do veículo, ainda descemos para percorrer, a pé, a trilha do Carandá e entendermos esse território tão particular. A trilha é sobre uma passarela de madeira e vimos a mata ciliar,  já sendo invadida pelas águas do Rio Miranda, criando um ambiente onde uma diferente natureza se revela. Esta caminhada dura aproximadamente 20 minutos. É possível você visualizar o encontro das águas do Corixo São Domingos (um pequeno arroio) com o Rio Miranda.
Bem, não foi desta vez que vimos a onça, mas não há nenhum problema, nos divertimos com o passeio, com as histórias dos guias (o motorista Coró também é guia), com a linda paisagem e com os inúmeros outros animais que avistamos!
A duração média do passeio é de 3 horas.
Há muito mais para se viver nesta região. Recomendamos.
Foi emocionante estarmos no Pantanal Sul-Matogrossense!

Importante:

O Viajante Maduro viaja como ideal de vida e profissão.

Em todos os lugares mantivemos um comportamento de responsabilidade, privilegiando os espaços que nos ofereciam segurança (Ambiente Limpo e Seguro), com relação ao Covid-19.

O Viajante Maduro está fazendo uma Road Trip pelo Brasil, especialmente nas regiões Sul, Norte e Centro-Oeste.

A viagem a Mato Grosso do Sul contou com o apoio da Fundtur-MS.

Esta matéria contou com a colaboração da futura publicitária Lúcia Fávero Moraes.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade!

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

Comentários