Vita e Vino: Enoturismo em Monte Belo do Sul – Vinícolas

 Il Borgo DiVino! Capítulo 2: Vinícolas de Monte Belo do Sul

Descobrimos que Monte Belo do Sul possui a maior produção de uvas , per capita, do Brasil! Não duvide! É só percorrer as estradas do município e conferir. Uma imensidão de vinhedos e, no meio deles,  vinícolas históricas e consagradas, e outras mais jovens, todas elaborando excelentes produtos. Vale visitar, degustar e adquirir os produtos que mais apreciar.

Um brinde nesta paisagem linda, já faz valer o passeio!

Visitamos Monte Belo do Sul, a convite da Prefeitura Municipal, por três dias. Percorremos paisagens belíssimas e visitamos mais de 20 estabelecimentos. Para facilitar a compreensão de tudo o que este pequeno e precioso município possui, vamos dividir as postagens em capítulos, que divulgaremos diariamente, até finalizarmos com o roteiro completo.

 

A história da vitivinicultura de Monte Belo do Sul é antiga. Inicia com a chegada dos imigrantes italianos, a partir de 1877, quando chegaram as primeiras 416 famílias. Mas ela vem se renovando e qualificando. O que mais nos encantou foi perceber que são os jovens que estão tocando esta nova fase da vinicultura. São eles que, formados nos mais diversos cursos, ou ainda cursando ensino superior, retornam para casa e passam a empreender com criatividade e inovação. Por isso, a aposta no enoturismo. Esses jovens já perceberam que esta é uma boa forma de atrair novos consumidores que, conhecendo o capricho com que são elaborados os vinhos, espumantes, sucos etc., fidelizam-se e passam, os próprios consumidores, a serem os principais divulgadores da marca.  Bravas famílias! Bravos jovens!

A cooperação também é marca deste município e, sendo assim, em 2003 foi criada a Associação dos Vitivinicultores de Monte Belo do Sul, a Aprobelo, que lutou pela Indicação de Procedência (IP) dos vinhos finos aqui elaborados. A conquista foi efetivada com o envolvimento da Embrapa Uva e Vinho e ainda está-se desenvolvendo.  Nem todas as vinícolas visitadas fazem parte da IP e nem todas são associadas à Aprobelo. A história da vitivinicultra do município ainda está sendo escrita e você pode fazer parte disso. Mais informações no site da Embrapa (clique aqui). Uma matéria foi apresentada pela RBS TV, veja aqui.

 

 

As vinícolas estão citadas na ordem em que fizemos as visitas, uma lógica que pode ser alterada quando das visitas. A não ser pelo fato de que a De Mari, a Faccin e a Fantin estão muito próximas e vale a pena fazer uma na sequência da outra. Com relação às demais, pode-se alterar a ordem de acordo com o tempo e a expectativa.

Deixamos claro que enoturismo é o segmento do turismo que é realizado por pessoas que buscam a paisagem e a cultura dos lugares que produzem uvas e elaboram vinhos e derivados. Ou seja, não é somente para beber vinhos que viajam, mas sim para aproveitar tudo o que o destino apresenta. Monte Belo do Sul tem muito mais, além das excelentes vinícolas e seus vinhos, então, siga acompanhando nossos posts, que vamos contar mais. Aproveite e já leia também o post que fala sobre as agroindústrias: Sabores e Saberes em Monte Belo do Sul – Agroindústrias.

Paisagem vitivinícola de Monte Belo do Sul. Entre latadas e espaldeiras, as uvas absorvem a qualidade deste terroir.
Vinícola Calza

Essa vinícola possui excelentes e premiados vinhos e espumantes, no Vale dos Vinhedos de Monte Belo do Sul. A história começa com a chegada dos imigrantes italianos, como já falamos, mas esta estrutura inicia em 1995,  quando Antoninho Calza adquiriu o prédio da antiga Vinicola Capoani,  com uma estrutura de mais de 60 anos, que se encontrava inativa. Mãos à obra e as reformas foram finalizadas, iniciando a elaboração dos primeiros vinhos elaborados com as videiras familiares.

A Calza faz parte de uma região privilegiada e integra as duas associações, a Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinheodos – Aprovale e a Associação dos Vitivinicultores de Monte Belo do Sul – Aprobelo, sendo que alguns de seus vinhos possuem selo de indicação de procedência do Vale dos Vinhedos.

Aqui também o filho do Antoninho Calza, o Júnior, já contribui com ideias e trabalho. Bacana de ver! A vinícola abre diariamente, mas é bom agendar a visita, para poder contar com a simpatia da recepção desta família. Aproveite a linha Ouro Negro!

Localização: A Vinícola Calza está localizada na Linha 80 da Leopoldina, interior de Monte Belo do Sul, integrando a DOC Vale dos Vinhedos.  Atenção! Quem vem de Bento Gonçalves, no trevo para Santa Tereza vire à esquerda e ande cerca de 700 m, logo entre à esquerda novamente e chegará na vinícola. Mais informações e agendamentos: 54.3457.1173 –  www.vinicolacalza.com.br –  calzajr@uol.com.br  –   facebook.com/Vinicola-Calza

Os homens são como os vinhos: a idade azeda os maus e apura os bons.

Cícero

 

Vinícola De Mari

Encontrar os dois irmãos Marcela e Ricardo na premiação do Concurso do Espumante Brasileiro, que aconteceu em Garibaldi, durante a Fenachamp, logo depois da visita à vinícola, foi de uma alegria imensa, ainda mais quando eles foram premiados e com medalha de ouro, para o seu brut espumante!

Seu pai, Sergio, era sócio da Vinícola Beija-Flor, mas, recentemente, adquiriu toda sociedade que, agora, é gerida pela família. A estrutura é antiga e vai ser adaptada para receber turistas, aos poucos. Mas a visita já é válida, com certeza! Ver as antigas pipas de vinhos formando corredores, por onde se percorre e onde é feita a degustação dos espumantes e vinhos finos de qualidade, com a condução da família é uma experiência única. Aproveite o espumante brut!

Localização: Rua João Salvador, 382.  Tomar a estrada para Linha Armênio (passando a prefeitura, próxima entrada à direita) e, após, atentar para uma borracharia junto à estrada, a KF Pneus, pegar próxima estrada imediatamente à  direita. Seguir por aproximadamente 6 km.  O prédio histórico ainda tem a denominação de Vinhos Beija-Flor em sua fachada. Para mais informações e agendamentos: +54 99959445034 –   marcelademari89@gmail.com –  facebook.com/vinicolademari

A sabedoria não vem automaticamente com a idade. Nada vem – exceto rugas. É verdade, alguns vinhos melhoram com o tempo, mas apenas se as uvas eram boas em primeiro lugar.

Abigail Van Buren

 

Vinhos Faccin

A amiga Sônia Denicol, do Madame do Vinho, já havia me falado sobre estes vinhos, ressaltando a qualidade dos vinhos orgânicos.

O Bruno e seu pai Antônio são a 3° e 4° gerações de vitivinicultores e o Bruno nos contou, durante a visita, que estão com vinhedos em transição para se tornarem efetivamente Biodinâmicos e Orgânicos. Ou seja, uma vinificação natural, sem adição de químicos ou, como eles afirmam, “produtos que possam mostrar todo seu potencial naturalmente, sem intervenções”. Em 2016 eles foram agraciados com o prêmio “Agricultor Destaque” de Monte Belo do Sul. Nós provamos e aprovamos os brancos, como o Moscato Branco (ou Antigo), variedade aqui desenvolvida. Aliás, esta também é a aposta da Sonia, que destaca “As Moscatos são uvas que se adaptam muito bem e acabam sofrendo mutações espontâneas nos lugares onde são implantadas. Foi o que ocorreu no Brasil. É vinho bem brasileiro, delicioso e fresco, perfeito para o clima do nosso país!” e ela, assim como nós também, defende um bom vinho de uma uva que tem a identidade cultural desta região o Zeperina/Isabel: “Não tenho o menor problema em dizer que um dos meus vinhos preferidos é um vinho feito de uvas americanas, de mesa! Porque isso é bem brasileiro, tem a ver com a nossa cultura, a nossa história. Esses vinhos são discriminados porque, além de não serem considerados nobres como os feitos com viníferas, normalmente são feitos com baixa qualidade, desde as uvas. Mas os que são feitos pelas famílias, para seu próprio consumo, são bem diferentes, como os da Faccin. Eles fizeram estes vinhos com os mesmos cuidados com que são feitos os finos. Aí a gente tem vinhos simples sim, com aroma e gosto de uva sim, mas com toda a qualidade dos finos e a pureza dos vinhos naturais. É simplesmente delicioso! É brasileiro! E eu me orgulho disso!” Bravo, Sonia! Bravos, Antonio e Bruno!

Localização:  comunidade Linha Armênio Baixa. Seguir, após a vinícola De Mari (Beija-Flor) por aproximadamente 2 km. Atentar para uma casa verde ao lado esquerdo, de dois andares e virar à direita, na estreita estrada. Para informações e reservas: 54 996146331 –  faccinvinhos@yahoo.com.br –  facebook.com/faccinvinhos

No banquete da vida, a amizade é o pão, e o amor é o vinho.

Paolo Mantegazza

 

Vinhos Casa Fantin

Mais uma vez é  a jovem geração que nos recebe. A simpatia da querida Jéssica nos encanta logo na chegada. A atenção se divide entre apreciar a impactante casa de pedra, construída em 1878, e ouvir a deliciosa explanação sobre a história desta família e a apresentação dos vinhos.

A avó da Jéssica e da Júlia, a Sra Anunciata Maria Fantin, estava na sacada da casa, ao lado da vinícola, fazendo mais uma peça de crochê, o que dava um ar de saudosismo à cena. Ao entrar no espaço que a família preparou para ser um centro de eventos e um restaurante, me encantei com sua arte transformada em cortinas com uvas bordadas. Lindo!

A família trabalha unida, como é comum por aqui. O casal Aristides e Simone, juntamente com as filhas, segue sonhando e empreendendo. Agora, a Jessica, que está cursando gastronomia, juntamente com a mãe, está preparando um delicioso cardápio para receber grupos, com agendamento.

Os vinhos são cuidadosamente elaborados, sendo que os vinhedos são próprios e a maioria já em condução espaldeira. Para mais informações, indico o post da sommelier Luciana Freire, no Sommelière na rede.  Aproveite o vinho merlot!

Localização: Linha Argemiro, s/nº. Seguir em frente, após a Vinícola Faccin, por cerca de 03 km. Ao chegar, se deparará com uma bela placa, em um muro de pedra. Entre à esquerda. Para mais informações e reservas: 54.3457.1389  –  facebook.com/casafantin   –  vinhoscasafantin@gmail.com

O vinho e a música sempre foram para mim um magnífico saca-rolhas.

Anton Tchekhov

 

Vinícola Famiglia Barbieri

É muito bom encontrar amigos e lembrar de um passado ligado às minhas vivências em Monte Belo, quando dormia na casa dos Barbieri, a convite de minha colega Fernanda, e lá provava algumas iguarias pela primeira vez na vida. Foi nesta família que comi a melhor ‘rapadura’ de chocolate com nozes e me apaixonei pelo suflê de queijo. Eles vieram após a Segunda Guerra para o Brasil, em 1948,  numa leva diferente e, sendo assim, ainda é possível conversar com um imigrante italiano, como o Sr. Ângelo, que nos recebeu e contou lindas e emocionantes histórias de sua epopeia.

Já elaboravam o próprio vinho para consumo próprio, mas o Fabiano resolveu estruturar uma vinícola, de pequeno porte, e fazer alguns vinhos diferenciados. Destaco o Prosecco (ou Glera), um branco jovem e refrescante, perfeito para degustar contemplando a paisagem desde o ponto mais alto da propriedade.

Esta, aliás, vai ser a proposta da Família Barbieiri. Você chega lá e adquire um cesto de piquenique, com o vinho de sua escolha, mais sucos, pães, queijos, embutidos e outros produtos locais e sobe a linda estrada que atravessa os parreirais até poder contemplar uma das mais belas vistas da Igreja Matriz e do centro da pequena cidade. Ali, pode sentar-se e, quem sabe, apreciar um lindo por do sol, tranquilamente.

Uma curiosidade: a Abertura Oficial da Safra da Uva de 2017 foi realizada em Monte Belo do Sul. Veja reportagem aqui.

Localização: Estrada para Linha Armênio. Passando a Prefeitura, próxima entrada à direita, ande por cerca de 500 m. Uma casa com um amplo jardim, de cor rosada, com uns pinheiros na frente. Informações e reservas:     fabianobarbieri@hotmail.com  – https://www.facebook.com/famigliabarbieri/  – http://famigliabarbieri.com.br/

Do sabor das coisas

Por mais raro que seja,
Ou mais antigo,
Só um vinho é deveras excelente:
Aquele que tu bebes calmamente
Com o teu mais velho
E silencioso amigo…

Mario Quintana
Famiglia Tasca Sucos e Museu Familiar

Aqui você não vai comprar vinhos, mas vai entender a vitivinicultura da região, afinal, desde 1931 eles possuem a autorização para elaborem e comercializarem vinhos. A família montou um adorável museu e, com a apresentação de Décio Tasca e sua esposa Marinês Haefliger Tasca, somos levados para outro tempo, um tempo de luta, de trabalho, mas de muita união familiar e comunitária. As peças são lindas e bem conservadas.

Após a visita, somos conduzidos para uma degustação da nova aposta da família: os sucos e geleias. Nossas preferências: o suco de uva branco e a geleia de Physalis.

Reserve um tempo para contemplar a estupenda paisagem e, se interessar, fazer lindas fotos. A família também serve refeições por agendamento e, em breve, disponibilizará reservas em sua casa do vinicultor, pela plataforma AIRBNB.  Fique atento!

Localização: Linha Santo Isidoro. Passando o núcleo comunitário, ande mais cerca de 3 km. O caminho está sinalizado com placas. Informações e reservas: 54. 3453-2210 – contato@famigliatasca.com.br  – O site é lindo www.famigliatasca.com.br   –  facebook.com/famigliatasca

Se eu gosto de poesia?
Gosto de gente, bichos, plantas, lugares, chocolate, vinho, papos amenos, amizade, amor.
Acho que a poesia está contida nisso tudo.

Carlos Drummond de Andrade
Vinicola Faé

Em breve, também será possível visitar esta vinícola. Antes, porém, agende por e-mail roque.fae@futurusnet.com.br   ou pelo fone 54. 2105-6001.

Há outras vinícolas em Monte Belo do Sul, mas nem todas estão recebendo visitantes (trabalhando com o enoturismo). De qualquer forma, podes obter mais informações no site da Prefeitura ou da Aprobelo: http://portal.montebelodosul.rs.gov.br/turismo/vinicolas/  e http://www.aprobelo.com.br/

A nonna Anunciata Maria Fantin e o capricho do crochê enfeitando as janelas do futuro restaurante, que já pode ser locado para eventos. Vinhos Casa Fantin.

Para não serdes os martirizados e escravos do tempo/ embriagai-vos sem tréguas/ de vinho, de poesia ou de virtudes/ como achardes melhor.

Charles Baudelaire

A fé, a força e a alegria, marcas deste povo! Famiglia Tasca.

IMPORTANTE:

O Viajante Maduro visitou Monte Belo do Sul a convite da Prefeitura Municipal.

A opinião aqui expressa é a nossa verdade! A autoria das fotos é de Ivane Fávero.

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós.

A programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós:

Acompanhe o Viajante Maduro. No próximo post, vamos falar sobre os atrativos turísticos de Monte Belo do Sul!

Beba com moderação! Mas viva sem moderação!

E que sempre percebas as flores do teu caminho!
Vinhedos da Vinícola Casa Fantin.

Comentários