Mais 10 Aprendizados Que as Viagens nos Proporcionam

Foi muito bom saber que os ’10 aprendizados’ que apresentamos no último mês foram tão bem acolhidos. Adoramos os retornos que recebemos e resolvemos compartilhar mais uma lista do que aprendemos viajando por aí.

Envelhecer, qualquer animal é capaz disso. Crescer é prerrogativa dos seres humanos.  Osho

  1. É possível viajar em qualquer idade – Temos visto muitos ‘viajantes maduros’ sozinhos ou acompanhados. Viajam com bengalas ou com bastões de caminhada (adoramos esta substituição) e até com cadeira de rodas. A idade avançada não limita a vontade e a realização da viagem. Então, nada de desculpas! Utilize os serviços especiais nos aeroportos e outros meios de transporte e saiba que, na Europa, a acessibilidade está muito mais aplicada, mas no Brasil também encontrarás alguns destinos já se estruturando para serem mais acessíveis.
  2. Viajar equivale a um pós-graduação em história – a Europa tem a história da humanidade tangibilizada em seus prédios, monumentos e obras de arte. A história está latente em cada esquina, os personagens dos livros estão representados em inúmeras estátuas. Procure sempre saber mais, leia os guias turísticos e ouça os guias de turismo. Mas também fale com a população local, essa interação é o melhor de uma viagem.
  3. É muito bom aproveitar as ofertas culturais da cidade – muitas gratuitas, mas pouco divulgadas nos sites de turismo. Entre nos sites da cultura local, tente descobrir. Por exemplo, em nossas viagens já tivemos a grata satisfação de assistir a um coro em Lisboa ou um concurso de tango em Valparaíso, eventos gratuitos! Sempre há muitos festivais de rua, principalmente no verão. Aproveite!
  4. Muitas vezes não se paga pela qualidade, mas sim pela exclusividade – uma refeição pode custar menos de R$ 20,00 ou mais de  R$ 400,00 por pessoa, por exemplo. Nós sempre procuramos economizar, mas nos damos de presente um jantar mágico em cada viagem, afinal a gastronomia faz parte da experiência turística. Na verdade, para mim, é a motivação da viagem, ou seja, escolho o destino de acordo com a oferta gastronômica. É maravilhoso entender o quanto esta oferta está ligada à cultura e à história do lugar.
  5. O prazer de compartilhar uma mesa, socializar ideias – junte-se aos autóctones nas grandes mesas, presentes em muitos mercados e bares. Procure destinos não massificados; restaurantes e bares que não sejam demasiadamente turísticos; hospede-se, de vez em quando, na casa de um anfitrião (ver AIRBNB), enfim, interaja! Da viagem é o que mais nos recordamos.
  6. Somos todos um pouco ‘voyeurs’ – é muito aprazível olhar a vida através da janela, perceber a vida nas casas, a luz se infiltrando nas montanhas rochosas. Me emociono, olhando pela janela do avião, do trem ou do carro. Gosto de ver a fumaça saindo das chaminés e imaginar como vivem aquelas pessoas. Enfim, é fundamental termos nosso coração aberto e a mente atenta, para que se possa aproveitar tudo o que uma viagem pode nos oferecer.
  7. Sobre a motivação da vida – já falamos sobre isso, mas reforçamos: É bom observar que os europeus vivem a vida mais calmamente, não há um exagero de horas de trabalho, aquela sofreguidão, muito menos a cantada ‘sofrência’. Organize melhor seu dia, priorize o que é importante, dê tempo para a vida.
  8. Evite a angústia de, a todo o custo, viver a experiência, aproveitar o tempo – um dos grandes crimes do viajante imaturo é querer ver tudo, fazer tudo, aproveitar tudo em pouco tempo. No final, não vivencia nada! Calma! Permita-se, se possível, o tempo necessário para entender o destino onde estás. Nada do antigo modelo ‘pacotão’ de 5 países em 15 dias! Para conhecer a alma de um lugar é preciso de tempo. E esta não será sua última viagem!
  9. Vivencie as cidades Inteligentes – é muito bom observar o que as cidades podem nos ensinar. Afinal, somos cidadãos e podemos propor melhorias para os lugares onde vivemos. Aprendemos muito sobre mobilidade, como em Ferrara, a cidade das bicicletas; sobre a destinação do lixo, ou melhor, dos resíduos, ou, ainda melhor, dos recursos, em muitas cidades européias. Há muito mais respeito com o meio ambiente. E há muito mais responsabilidade por parte de quem gera o lixo, ou seja, ele não é visto como um problema da Prefeitura e sim de cada cidadão, da humanidade. Também aprendemos sobre o cuidado com a água (fantástico observar que até nosso cabelo fica melhor), que tem muito mais qualidade, sendo que em boa parte das cidades é possível beber a água da torneira. Enfim, aprende-se muito e, como seres responsáveis, procuramos sugerir estas melhorias aos gestores municipais e, ainda, incorporá-las, na medida do possível.
  10. Sobre a leveza do ser viajante, não se angustie com compras, não carregue peso, pense e aja com leveza, só assim é possível aproveitar uma viagem. Leve experiências e vivências, não coisas. Conhecimento não pesa e a humildade nos torna ainda mais leves.

BOA VIAGEM!

“Fui para os bosques viver de livre vontade. Para sugar todo o tutano da vida. Para aniquilar tudo o que não era vida e para quando morrer, não descobrir que não vivi.”

Henry David Thoreau

A beleza educa! Obras de arte, espalhadas pela Quinta dos Vales! Sol e água fresca!

A maturidade não tem nada que ver com suas experiências de vida. Tem que ver com a sua jornada interior, coma sua experiência interior. Quanto mais um homem se aprofunda em si mesmo, mais maduro ele é.

Osho

IMPORTANTE:

A opinião aqui expressa é a nossa verdade! A autoria das fotos é de Ivane Fávero.

Não deixe de curtir nossa página no Facebookno Pinterest, no Youtube e no Instagram. Também aproveita e te inscreve aqui no blog, cadastra teu e-mail, assina e depois, quando receber o e-mail em sua caixa de mensagens, confirma! Isso é super importante para a gente! Estímulo para continuarmos com este blog. Agradecemos!

Temos um pedido especial para te fazer. Pode ser? Esperamos que tenham gostado desta postagem, que teve sua elaboração feita com muito carinho e atenção. Queremos compartilhar nossas experiências com o objetivo de ajudar aos nossos leitores a terem experiências e vivências memoráveis em suas viagens, como nós. Então, agora vem o pedido: ao programar sua viagem, utilize os links abaixo. As empresas e serviços aqui indicados foram testados por nós e, quando você usa nossos links, gera uma pequenina comissão, que nos ajuda a manter o blog e estimula o nosso trabalho. Agradecemos de coração!

Comentários